terça-feira, 30 de abril de 2013

POBRE PAÍS POBRE!


video


“Quem tem ambição de chefia (regulandade), mais dia, menos dia, sai. Quem não aprendeu a respeitar o seu companheiro, ser humano, homem ou mulher, como deve ser, mais dia, menos dia, sai” Amílcar Cabral


Este aviso a navegação de Cabral têm quase quarenta anos, mais contínua tão importante como no dia em que foi feito, nunca é demais lembrá-lo a todos quantos crêem em democracia… é que por vezes a memória dos homens tende a ser curto  


E agora Guiné?



De 14 anos para cá, o povo guineense encontra-se impotente a assistir de camarote o jogo do gato e do rato entre políticos e militares sem saber exactamente como e para onde virar, a Guiné não dispõem de tempo, e nem de condições econômico ou social, para continuar neste jogo, tempo urge e parece que não se deslumbra no horizonte uma solução eficaz. A queda do regime do então presidente Nino Viera, em consequências do levantamento militar, que pôs termo a 19 anos de poder dele e do “seu” partido o PAIGC, propulsionou a entrada em cena de muitos “salvadores da pátria”, que patrocinarão ilusões e levarão o povo (na sua maioria) acreditar, e a embarcar no sonho que os problemas da Guiné tinham chegado ao fim ou pelo menos tinham os dias contados… 14 anos volvidos, constata-se que afinal esse conflito, e as eleições que lhe seguirão foram apenas e só a ponta de um iceberg de proporções imagináveis. 

Pergunto então, onde estão todos aqueles que apoiarão (dentro e fora do país) as decisões patéticas e insanas que agravaram ainda mais o estado apocalíptico da Guiné? A culpa vai morrer solteira, (não fosse esta nação a Guiné) no meio de tanta confusão, uma única conclusão; A Guiné “deu” passos gigantescos para trás. Uma frase Séneca talvez defina bem o povo guineense «Nenhum vento sopra a favor de quem não onde ir» A Guiné anda perdida no tempo e no espaço há quarenta anos, na base dessa desorientação, estão os sucessivos erros desde da conquista da independência até aos dias de hoje, consequência directa de ambição incontrolável de muitos políticos, militares e empresários (e não só) irresponsáveis que chegaram ao poder depois da morte prematura do pai da nação. Os senhores que se lhe seguiram não foram capazes porém em pratica aos projectos deste, ou não estavam para ai virados, aqueles que podiam foram afastados ou silenciados, depois da luta da libertação havia condições para iniciarmos um desenvolvimento sólido e sustentado (que até foi iniciado) 40 anos depois, o que temos são toneladas de problemas… somos um embaraço e alvo de piada internacional. 

Actual Guiné é um fracasso total, a verdade é cruel, mas sempre é preferível enfrenta-la do que esconder-se dela, porque por mais que tentemos esconde-la mais cedo ou mais tarde ela vem ao de cima com todas as consequências que dai advêm. O país está abundado de “senhores doutores de formação duvidosa em muitos casos” cada um ciente que o que têm a dizer é mais importante ou que a perspectiva com que o pode fazer é a que faz mais sentido, quando na verdade precisamos de pessoas com formação superior, o mesmo é dizer técnicos especializados em áreas vitais como a saúde, educação e finanças, pessoas com sentido de estado, gestores capazes de gerir bem os recursos do país, promover riqueza colectivo, e não individual. 

É preciso que as pessoas entendam que a Guiné não pode, e nem deve tornar-se “num modelo para todas as experiências” Golpes de estado, instabilidade política e social, trafico e corrupção aliada a uma tremenda desorganização administrativa em todos órgãos do estado, não são digamos assim um bom cartão de visitas quanto mais para atrair ajuda internacional, ninguém no seu perfeito juízo investe ou se compromete com um país com estas características, mesmo os poucos que ainda se “atrevem” já perderam paciência. Sou guineense, sou um nacionalista assumido, mas esse facto não me impede de criticar a realidade da minha terra, (criticar sempre é fácil eu sei, mas se critico, é porque algo esta muito podre dentro da cesta de frutas, se não a retirarmos pode contaminar tudo o resto!) Uma análise exaustiva revela um país completamente doente…


A PROCURA DO MENINO DOS OLHOS CASTANHOS ESCURO




Parece que toda uma vida se passou desde última vez que o vi a sorrir de uma forma natural e feliz...


Nunca pensei que aquele ser, aquele menino fosse mudar, logo tu, o que te aconteceu?
Quero entender, preciso, mas apenas tu podes fornecer as respostas, olho para trás, e não te encontro, por onde andas? Preciso falar contigo! Lembro-me dessa criança alegre e sorridente, de sorriso doce dizem, irrequieto mas de uma pureza de alma contagiante, quero vê-lo de novo, a ele e seus olhos castanho escuro, tenho saudades dele, tem dias que simplesmente me desligo do mundo e volto no tempo para o procurar, grito por ele uma e outra vez, mas infelizmente sou sempre derrotado por um silencio angustiante, por mais que o chame, ele simplesmente não responde, então sou tomado por uma inquietação, “ E se ele não quer ser encontrado?” Não, não posso me deixar levar pelas emoções, tenho que encontra-lo antes que seja tarde! Vou-lhe deixar uma carta!

Não sei como começar, ou que te dizer, mas...
Te enganas se julgas que tenho pena de ti, porque não tenho, admito que já tive, quando nem mesmo eu entendi o que te sucedia, porém a vida é dura e cruel é verdade, mas é assim com todos, logo tu não és excepção, não existe um equilíbrio perfeito, já era tempo de entenderes isso, não sei o que te levou a sucumbir as armadilhas da vida, para te ser sincero, ninguém se importa, o que mundo sabe de ti é que desistes de ti mesmo, e que entre idas e vindas já nem sabes quem és, um desperdício incompreensível, uma facada na alma de todos os que te estimam e te amam, achas que podes realizar os teus sonhos, tendo pena de ti mesmo?

A vida é uma luta constante, uma maratona sem final feliz para uma grande parcela de pessoas, caístes, e depois? Na vida todos nós “vamos ao tapete” pelo menos uma vez, estás iludido se crês que alguém vai te resgatar da escuridão, ninguém, ouvistes bem, absolutamente ninguém vai o fazer, e por acaso achas que és o único a quem a vida “pregou’ partidas? O que somos nesta vida é o que fazemos, por isso apenas tu podes te salvar, ser fraco, é não ter opções, porque a vida é dura, a dor que sentes, somado a essa angustia que fizeste o teu aliado, tudo isso é resultado da tua fraqueza, o mundo não vai parar apenas porque estás paralisado pelo o medo.

O tempo corre contra ti, e tu nem estás ciente disso, porque vives entre incertezas, na esperança que alguém ou algo traga as respostas aos teus dilemas! Mais um erro redundante da tua parte, esse cenário não vai acontecer, porque a realidade é que as pessoas ao teu redor estão ocupadas com suas próprias vidas, enquanto tu, preferes viver como um “zombi”, coitado de ti se pensas que as tuas lagrimas comovem! Levanta-te, os teus sonhos apenas tu os podes realizar, enfrente a vida, não ganhas nada em tentar, apenas o enfrente novamente, tão simples quanto isso, porque as sepulturas estão destinadas aos mortos apenas, e tu estás vivo! Tudo que posso fazer por ti é de incentivar, esta carta é tudo que posso dar-te agora, mas é mais que suficiente para te levantares, sacudir a poeira e seguir em frente, sabes onde me encontrar...

VOLTANDO PARA CASA!



Apenas saiba, onde quer que você vá
Você sempre poderá voltar para casa

Toda estrada é uma ladeira escorregadia
Mas há sempre uma mão em que você pode se segurar
Olhando mais profundamente através do telescópio
Você pode perceber que seu lar está dentro de você

Volto ao banobero, que é minha casa, uma pagina onde posso ser eu, sem mascaras, aflições apenas EU, MALAM!